Como Baixar Cotações Históricas de Ações

Conheça o meu curso Gratuito Excel para o Mercado Financeiro => Só clicar nesse link

 

A ferramenta de hoje mostra como baixar os preços históricos de ações do Yahoo Finance diretamente para o Excel.

Além disso, no artigo será abordado o conceito de preço ajustado. Vou falar também sobre como dividendos, Juros sobre Capital e Splits podem gerar distorções na rentabilidade dos ativos.

 

Introdução

 

Esse post é histórico, pois se trata do primeiro do blog Ferramentas do Investidor!

E vou começar com uma ferramenta muito útil em diversas áreas: baixar o histórico de preços de ações.

As aplicações dessa ferramenta são diversas, quase toda análise quantitativa começa a partir de uma série de preços.

Quem tem à disposição provedores externos de dados, não precisa se preocupar, pois normalmente eles fornecem ferramentas integradas ao Excel para baixar os dados.

Agora, se você não quiser pagar uma nota por isso, não se preocupe! Existem algumas opções gratuitas…

A minha preferida é o Yahoo Finance!

Ele é perfeito para as ações americanas, mas para as ações brasileiras, há algumas limitações como vou explicar mais à frente.

Na Ferramenta de hoje, há 3 campos principais: o código Yahoo do ativo desejado, a data inicial e data final.

Ao clicar no “Download Prices”, a ferramenta consulta automaticamente o Yahoo Finance e carrega o histórico entre as datas escolhidas para a Sheet “Dados”.

 

 

Não sabe qual é o código Yahoo?

Basta consultar no site. Coloque o nome da empresa na busca e, em seguida, vai aparecer qual é o código.

 

 

Para as ações brasileiras, é fácil. Basta colocar “.SA” no final. Exemplo: ITUB3 = ITUB3.SA, CIEL3= CIEL3.SA.

Os índices são um pouco diferentes, o IBOVESPA é “^BVSP”, por exemplo. Mas é só procurar no site.

 

Campos

 

Além do tradicional preço de fechamento, ainda há opção de baixar outros 5 campos. Basta escolher os campos desejados com os Flags “Y” ou “N”

Open: Preço de abertura

High: Maior Preço do Dia

Low: Menor Preço do Dia

Close: Preço de Fechamento

Volume: Número de ações negociadas no dia.

Adj Close: Preço de Fechamento Ajustado

Preço ajustado?!??

Calma, que vou dedicar a próxima seção para explicar isso.

 

Dividendos, Juros sobre Capital e SPLITS

 

Para evitar distorções, é importantíssimo trabalhar sempre com preços ajustados por eventos.

Antes de entender o preço ajustado, é crucial entender como esses eventos impactam os preços das ações.

Eventos como dividendos, juros sobre capital e SPLIT podem trazer distorções enormes às análises dos retornos.

Vamos supor que a ação do Itaú valha R$10,00, e distribuirá um dividendo de R$1,00 por ação.

O que isso significa?

Quem tem uma ação, vai continuar com uma ação, mas receberá R$1,00 em cash, via dividendos.

É claro que não se ganha de graça esse dividendo! Há um impacto no preço para compensar.

São 3 datas associadas a um dividendo:

Data-Com: Última data com o preço não ajustado. Receberá o dividendo quem tiver a ação na custódia no fechamento desse dia.

Data-Ex: Primeira data que a ação já sofre o impacto do dividendo. A ação já abre o dia com um novo preço.

Data Pagamento: Data em que o investidor receberá o valor dos dividendos.

Continuando no exemplo…

A ação do Itaú fecha o dia 9 (data-com) valendo R$10…

No dia 10 (data-ex), já abre valendo R$9, e se nada acontecer, ela fechará o dia valendo os R$9,00.

Para quem tinha a ação no dia 9 nada mudou!

No dia 9, seu “patrimônio” era de R$10 em uma ação do Itaú.

No dia seguinte, seu patrimônio é composto de R$9 referente a uma ação do Itaú, e R$1 em cash a receber. Ou seja, 9+1= 10

Acho que você já conseguiu perceber o problema de usar o preço de fechamento, né??

Vai parecer que a ação caiu 10% em um dia, quando na verdade, a variação para o investidor foi 0%.

No SPLIT as distorções são maiores!

O SPLIT é quando a empresa muda o valor da ação para aumentar a liquidez.

Aumentar a liquidez?

Temos que lembrar que existe um lote mínimo de 100 ações por compra e venda. Você pode até comprar 1 ação, mas essa transação é feita no mercado fracionário.

Se uma ação vale R$1000, cada transação no lote mínimo será de 100*R$1000 = R$100.000!

Esse alto valor pode afastar investidores de comprar a ação!

Para resolver esse problema, a empresa diminui o valor da ação para aumentar a liquidez do papel.

Em um SPLIT de 10:1, por exemplo, em um dia a ação vale R$1000 e, no dia seguinte, ela valerá R$100.

Agora, no entanto, o investidor não receberá R$900 em cash!

Ele multiplicará por 10 seu número de ações para compensar. Ou seja, um dia ele tem uma ação valendo R$1000 e, no dia seguinte, tem dez ações valendo R$100.

Agora imagina olhando o preço de fechamento. Vai parecer, erradamente, que a ação caiu incríveis 90%!!!

 

Preço Ajustado

 

Adj Close é o preço ajustado por esses eventos. A variação do preço ajustado reflete a variação real do patrimônio do investidor.

 

 

Note que quando não há evento, a variação percentual do preço de fechamento é exatamente a mesma do preço ajustado.

Moral da história: use o preço ajustado e não se preocupe com nada!!

Mas aí vem uma má notícia…

O Yahoo Finance não calcula o preço ajustado corretamente para as ações brasileiras! Algo relacionado ao calendário de feriados diferentes.

Para as americanas, ele calcula perfeitamente.

Então, para as ações brasileiras, sugiro usar o preço de fechamento e observar se há uma variação fora do comum. E caso haja, consulte se ocorreu algum evento no dia.

Lembrando que o IBOVESPA (^BVSP) não distribui dividendos, então, não há com o que se preocupar.

 

Planilha para Download

 

Deixe uma resposta para Mario Antonio Vendrame Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *